FERIDAS DA NOSSA CRIANÇA INTERIOR

Ferida Criança Interior

FERIDAS DA NOSSA CRIANÇA INTERIOR

Papo direto e reto, hein: TODOS nós temos uma criança interior FERIDA dentro de si.

Ela, muitas vezes, COMANDA nossas reações emocionais no dia a dia da vida adulta! Sim, ela mesma! Ela pega a rédea de nossa vida em vários momentos, quando cenas corriqueiras ativam GATILHOS das memórias das feridas que vivemos e não foram curadas e acolhidas, como deveriam.

Fugimos das feridas por uma vida toda, de tanto que dói olhar, e construímos nossas máscaras comportamentais, nossa personalidade, para nos defendermos dessa dor, pra fugirmos mesmo, e pra tentar conseguir o que interpretamos que não tivemos. A máscara nos distancia da nossa verdadeira ESSÊNCIA, e passamos uma vida achando que somos a máscara, mas na realidade não… quem somos então? Precisa ir fundo pra encontrar essa resposta…

Melhor não brigar com a realidade, mesmo que queira negar: isso é um fato! Aceitemos!

O ponto em questão é: como vou cuidar disso já que é uma realidade que não posso negar e brigar? A escolha é de cada um, de seu Protagonismo mesmo, do quanto de Equilíbrio quer trazer pra sua vida. De quanta verdade quer imprimir na sua existência.

Quando criança: interpretamos nossas experiências e as registramos em nossa memória, nosso corpo e nosso coração. Elas estão aqui vivíssimas, nada ficou lá atrás, elas seguem em nós na vida adulta. E são ativadas em tantas cenas da vida que servem como gatilhos, quando não conseguimos controlar nossas reações, quando fazemos algo desproporcional, quando nossas emoções vêm com tudo.

Não se trata do que fizeram conosco, esse discurso é vitimizado, com ele, seguimos presos no enredo, na história que nos distrai de olharmos para aquilo que é nosso. Trata-se de COMO interpretamos o que nos aconteceu, nossas experiências. Cada um interpreta de uma maneira, a seu jeito, levando em conta muitos fatores. É conosco mesmo a conversa, somos donos de todo o processo. E também somos donos da solução e dessa cura. Não tem mágica, tem um processo lindo, com momentos doloridos sim, mas cheios de verdades e de novos caminhos.

Essas provocações são pra você se olhar, se reconhecer, olhar pras dores face to face, sem mais distrações: sem ficar acusando as pessoas do passado, sem ficar presa ao enredo, sem ficar só olhando e cuidando dos outros e não se olhando como deveria…

O que tem feito pra cuidar das feridas da sua criança interior, hein?

Precisa de ajuda?